Área do Cliente

Valuation: você sabe o valor da sua empresa?

O termo “valuation” é muito comum no mercado financeiro quando falamos de aportes financeiros e do valor de uma empresa, principalmente no seguimento das startups. Traduzido para o português, significaria algo como “avaliação da empresa”, e engloba diversas percepções: como a empresa é percebida pelo mercado, investidores e previsão de retorno financeiro. O valuation pode ser usado para fins contábeis, judiciais, processos de aquisição ou transação. O valor pode ser calculado antes de um novo investimento, chamado pre-money, ou depois, resultando no post-money.
Saber o valuation de uma empresa tem diversos benefícios, como a identificação de aspectos que valorizam ou desvalorizam a organização, o valor de investimento necessário e a projeção de crescimento para os próximos anos.
Neste artigo, vamos lhe mostrar como calcular e a importância de saber o valuation do seu negócio.
Valuation Pre-money e Post-money
O valuation pre-money é o resultado do valor da empresa antes de novos investimentos. Assim, depois de um novo aporte, o valor pre-money deve ser somado ao novo investimento, resultado no valuation post-money.
Nesses casos, a conta é bem simples: se a empresa valia R$ 5 milhões (pre-money), e recebeu um aporte de R$ 2 milhões, o post-money será de R$7 milhões.
Quando isso acontece, a participação do novo investidor é calculada de acordo com a soma final do valuation, o resultado post-money.
Como calcular o valuation
Para calcular o valuation de uma empresa, primeiro deve-se definir o aporte e negociar a participação do novo sócio. Veja como ficaria a conta:
Volume do investimento / participação societária = valuation post-money
No caso de startups e novos negócios, o valuation representa o preço que um investidor paga por uma parcela da empresa, mesmo correndo o risco de um retorno financeiro incerto. Quanto mais certo o retorno, maior o valuation da empresa.
Esses fatores impactam diretamente no volume de investimento e na participação societária do novo investidor. Quanto mais consolidada a empresa está no mercado, mais investidores estarão dispostos e interessados em aportar maiores quantias e maior será o poder de negociação dos empreendedores sobre a nova sociedade.

Além do financeiro
Outros fatores têm papel determinante na percepção do valuation de uma empresa por parte de novos investidores e na negociação de sociedades. Confira:
● Valor agregado
Alguns investidores podem agregar mais valor à uma empresa do que outros, e esse é um fator de extrema importância na hora de negociações societárias. Sempre deve-se considerar o quanto um novo aporte pode fazer pela empresa.
● Lei da oferta e da procura
Quanto maior a demanda de um produto, mais alto fica seu preço, e esse conceito de lei da oferta e da procura também vale para investimentos.
Se uma empresa que necessita de aporte rápido encontrar um investidor interessado ao final do período de investimentos, a chance de surgir um negócio benéfico para ambos os lados é bem alta.
● Estrutura societária
A quantidade de sócios existentes, bem como a participação de cada um e a contribuição para o crescimento da empresa é outro fator que pesa muito aos olhos de novos investidores. Muitos sócios com pequenas participações ou poucos sócios que concentram a maioria das ações pode ser uma estrutura prejudicial à entrada de novos negócios.
Novos investimentos não significam apenas o aumento do valuation no mercado, mas também, mais responsabilidade pela empresa que recebe os aportes. A entrada de capital significa investir dinheiro terceiro, e mostrar capacidade de retorno financeiro é essencial para atrair novos parceiros.
Para cuidar bem da sua empresa, e consequentemente ampliar o valuation dela no mercado, cuide bem da sua estrutura contábil. Conheça as soluções da Building Profits.

Envie um Comentário:

Conquiste, avance, seja.

Juntos iremos descobrir o verdadeiro potencial da sua empresa.

Contate-nos Seja Building Profits. Conquiste, avance, seja.